Adeus, Mestre Toriyama: O Céu Ganha Mais Uma Estrela de Dragon Ball aos 68

Embarque na viagem emocionante da vida e obra de Akira Toriyama, o gênio por trás de Dragon Ball, e sinta o impacto de sua partida entre nós.”


Parece que foi ontem, né? A gente ali, grudado na TV, de olho em cada aventura que o Goku encarava, como se não houvesse amanhã. Pois é, o tempo voa, e a notícia que bateu à nossa porta, meio sem jeito, meio sem querer, foi que o grande Akira Toriyama, esse sim um verdadeiro Super Saiyajin das artes, nos deixou. Bateu asas e voou desse mundão aos 68 anos, por conta de um coágulo que não quis brincar de bem-me-quer.

Um Silêncio que Diz Tudo

A família do Toriyama, sabe como é, preferiu um adeus mais na deles, um velório quietinho. Mas ó, pra gente, fã de carteirinha, vai rolar aquele momento pra gente soltar o grito preso na garganta, celebrar cada Kamehameha que ele nos deixou.

Do Coração, Sem Rodeios

No cantinho oficial de Dragon Ball na internet, tem uma cartinha que fala direto da alma. Diz que o Toriyama tava a mil, com a cabeça fervilhando de ideias. Dá um aperto no coração saber que ele tinha tanto ainda pra rabiscar, pra criar.

Um Rolê pela História

Esse homem, ô se tinha história pra contar! Não começou com Dragon Ball, não senhor. Lá nos anos 70, meteu a cara e a caneta nas competições da revista Weekly Shonen Jump. Não levou a melhor, mas ó, não teve pra ninguém quando ele soltou o traço. Foi assim que ele entrou de sola com Wonder Island e Dr. Slump, até chegar no nosso querido Dragon Ball em 84. E, meu amigo, o que era um mangázinho virou um estouro mundial!

Mais que uma História, uma Saga

Dragon Ball não foi só um sucesso, foi A revolução. Mais de 260 milhões de cópias pelo mundo, e a parada não parou por aí. Teve boneco, videogame, camiseta, até cueca do Goku, se bobear. O Japão inteiro e o resto do globo caíram de amores pela obra do homem.

E até o governo do Japão, veja você, tirou o chapéu pro Toriyama. Disseram que o cara não só fez a alegria da galera por lá, mas virou ícone mundial.

E Agora, José?

Bom, agora a gente fica aqui, meio que sem chão, tentando digerir a notícia. Mas, olha, vamos fazer assim: bora celebrar a vida e o legado desse gênio. Que tal a gente mergulhar de novo naquelas páginas amareladas do mangá, ou dar um play naquele episódio clássico que a gente sabe de cor?

Chamada pra Galera

E aí, que tal a gente fazer uma corrente do bem, uma homenagem ao estilo Toriyama? Pega lá sua história preferida de Dragon Ball, joga nas redes com a hashtag #TributoAoToriyama, e bora mostrar pro mundo que a arte desse cara marcou pra sempre.


E aí, partiu reviver as aventuras que o Toriyama nos deu, rir, chorar e se emocionar mais uma vez? Bora fazer essa despedida ser tão épica quanto um final de saga Dragon Ball. Porque, no fim das contas, o mestre se foi, mas nos deixou um tesouro que, ah, esse sim é de outro mundo!

Share this content: